Rul
Notícia publicada em 03/04/2018 às 09:11 | Notícias
Paralisação dos trabalhadores em educação completa 42 dias
As manifestações acontecem na capital e interior do estado

 

 

Os trabalhadores estaduais em educação voltaram a se reunir nesta segunda-feira (2) para deliberar sobre as ações do movimento grevista que tem por objetivo pressionar o governo de Rondônia a negociar e aprovar as reivindicações da categoria. Entre as cobranças estão reposição salarial e o cumprimento do piso nacional. A paralisação já tem duração de 42 dias.

 

Segundo o Sintero, durante essa manhã de segunda-feira, os trabalhadores se concentraram na sede do sindicato em Porto Velho e decidiram que, nesta terça-feira, a manifestação será na Assembleia Legislativa, para garantir que os deputados cumpram o compromisso de trancar a pauta de votações. Na última semana, pelo menos 13 parlamentares assinaram um documento se comprometendo a não votar nenhuma matéria para forçar o governo do estado a apresentar proposta aos trabalhadores em educação. 

O documento do Sintero foi assinado pelos deputados estaduais Adelino Folador (DEM), Airton Gurgacz (PDT), Alex Redano (PRB), Dr. Neidson (PMN), Hermínio Coelho (PDT), Laerte Gomes (PSDB), Leo Moraes (PTB), Luizinho Goebel (PV), Marcelino Tenório (PRP), Maurão de Carvalho (MDB), Ribamar Araújo (PR), Saulo Moreira (PDT) e Só na Bença (MDB).

Ainda conforme o Sintero, as manifestações também continuam no interior do estado. Os trabalhadores se concentraram nas regionais e deliberaram a continuidade das ações.

Publicidade

Publicidade
RUL

CONTATO
E-mail: contatorul@gmail.com
Fone Redação: (69) 3423-7618
Comercial: (69) 9288-9018 • 9945-5358

 

Netmidia