Rul
Notícia publicada em 30/11/2016 às 10:48 | Política
Para Mariana, aumento da pobreza desmonta tese propagada pelo PT
'Tudo que o PT fez foi para conquistar voto e poder', diz a deputada

 

 

Por João Albuquerque

 

A pobreza no Brasil cresceu 19,3% na comparação entre o ano passado e 2014. É o que aponta a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad 2015) divulgada na última sexta-feira (25). 


De acordo com reportagem do jornal “O Globo”, os rendimentos per capita das famílias também caíram, uma redução de 7,2%, e o desemprego atingiu 9,6% dos brasileiros. 


Para a deputada Mariana Carvalho (PSDB - RO), os dados desmontam tese propagada pelo PT de que as gestões Lula e Dilma teriam como triunfo o êxito no combate à pobreza.


“Isso mostra que eles foram cada vez mais incapazes de pensar na população mais pobre no país, e pensaram apenas neles próprios. Tudo que o PT fez foi para conquistar voto e poder e não pela condição de poder resolver o problema dessa questão da pobreza no Brasil. Se eles tivessem feito, não estaríamos diante de aumentos tão alarmantes que estamos vendo nessas pesquisas”, pontuou a parlamentar.


Segundo a tucana, integrante da Comissão de Seguridade Social e Família na Câmara, os governos do PT usavam a erradicação da pobreza como discurso populista para conquistar o eleitorado e se perpetuar no poder. 


“Em seus discursos diziam que a população teriam condições de estudar, ter seu carro e sua casa própria, mas na verdade muitos dados foram fantasiados. Um exemplo disso é o Fies, no qual eles abriram oportunidades para os estudantes entraram nas universidades e, de repente, o próprio financiamento estudantil foi cortado pela metade, ficaram sem pagar as instituições, cortaram o acesso às pessoas que não teriam condições de poder pagar. Isso tudo é resultado de um governo que pensou só no partido, e não no país”, criticou.

Publicidade

Publicidade
RUL

CONTATO
E-mail: contatorul@gmail.com
Fone Redação: (69) 3423-7618
Comercial: (69) 9288-9018 • 9945-5358

 

Netmidia