Rul
Notícia publicada em 15/02/2019 às 14:02 | Economia
Pequenos negócios se destacam na geração de empregos em Rondônia

 

 

*Por Mário Veronese

 

Em 2018, ano político com incertezas de projeção, a economia não cresceu dentro das expectativas e gerou menor oferta de empregos. A Região Norte foi a que apresentou menor saldo negativo de desemprego pelos pequenos negócios no Brasil. E nesta Região, Rondônia está em 1º lugar com menor desemprego em dezembro de 2018. No decorrer do ano, de janeiro a dezembro Rondônia ocupou a 6ª posição da Região Norte.

 

O Sebrae em Rondônia apoiou os pequenos negócios e para monitorar suas atividades optou por acessar pesquisas com base em dados confiáveis. Na sequência de consultas, o Sebrae Nacional utilizou e recomendou a análise de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. De acordo com esta fonte em dezembro de 2018, todas as Unidades da Federação registraram saldos negativos de empregos gerados. No Brasil, Rondônia esteve na 2º posição do ranking com o menor saldo negativo de empregos gerados em dezembro.

 

De acordo com o Caged, em Rondônia as MPE foram responsáveis por gerar 99,4% dos empregos do estado. Foram 2.556 mil postos de trabalho no ano passado.

 

Saldos ajustados empregos gerados entre Janeiro e Dezembro de 2018, por porte e setor no estado de Rondônia

Fonte: Sebrae-Análise do Caged 2018.

 

Em 2018 houve um crescimento de 58% de MPE responsáveis por gerar empregos no estado em relação a 2017. Enquanto houve uma queda de -92% das médias e grandes empresas (MGE) responsáveis pela geração de empregos no estado

 

A desburocratização na regularização de empresas tem sido um dos componentes que aprimoram o processo de abertura de empresas. Ao regularizar o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) de uma empresa, o empreendedor adquire condições para operar com facilidades, como emitir nota fiscal, ter conta bancária empresarial etc.. O Sebrae em Rondônia trabalha na desburocratização para habilitar os empreendedores a adquirir tais oportunidades. De posse do CNPJ os gestores de pequenos negócios encaram muito menos dificuldades para atender às necessidades específicas de suas atividades.

 

Com a implementação da Lei Geral da MPE, Lei Complementar 123/2006, os poderes públicos podem adquirir bens e serviços de produtores rurais e empreendedores de pequenos negócios nos municípios. Essa prerrogativa permite que os recursos públicos possam ser aplicados em compras no próprio município. Essa adequação aos pequenos negócios permite que o dinheiro gire no município, aumentado a renda e favorecendo os fornecedores locais. O Sebrae também trabalha nessas atividades de políticas públicas contribuindo para manter a atividade efetiva das empresas nos municípios. As oportunidades de emprego são mantidas e os mercados locais melhoram seu desempenho fazendo a economia crescer.

 

No cenário demonstrado pela pesquisa Caged, o Sebrae entende que seus objetivos estão sendo alcançados e em sua programação 2019 pretende aumentar seu potencial de realização. Saiba mais sobre a atuação do Sebrae, acessando sebrae.ro ou ligando gratuitamente para 0800 570 0800. Você também pode interagir com o Sebrae pelo WhatsApp, (69) 98130.5656, InstagramFacebookTwitterLinkedIn e YouTube nos canais Sebrae/RO.

Publicidade

Publicidade
RUL

CONTATO
E-mail: contatorul@gmail.com
Fone Redação: (69) 3423-7618
Comercial: (69) 9288-9018 • 9945-5358

 

Netmidia