Rul
Notícia publicada em 22/01/2019 às 11:27 | Educação
Ex-aluno critica fim do terceiro ano em tempo integral na escola Jovem Vilela

 

 

*Por Rul.com.br

 

O ex-aluno da Escola Estadual Jovem Gonçalves Vilela Gabriel Sperandio, publicou um texto no Facebook criticando o fim do terceiro ano do ensino médio em tempo integral na escola. 

 

Segundo Gabriel que concluiu o ensino médio em 2018, os alunos, pais e professores estão indignados com a situação. "O Jovem Vilela sempre foi uma referência no ensino", destacou o estudante ao Portal Rul.  

 

Confira abaixo o texto publicado por Gabriel Sperandio

 

As consequências de um sistema educacional falido chegaram em grande peso ao Jovem Vilela. Em 2018 os alunos sofreram com a falta de verba para a principal refeição diária, o almoço.

 

Apesar de apresentar índices educacionais altíssimos e ser uma escola de influência estadual, a instituição não está fora da mira dos vilões de terno e gravata que cortam subsídios da educação para viabilizar os seus respectivos interesses.

 

Acabo de receber a notícia sobre o fim do Terceiro ano integral. Um projeto que graças ao trabalho incansável dos professores e a gestão alcançou metas inesperadas, levando a escola a ocupar o primeiro lugar do ranking do ENEM municipal na cidade de Ji-Paraná em 2018. Uma verdadeira revolução no ensino de jovens que anseiam por uma vida melhor através da educação.

 

É realmente inadmissível essa barbaridade!!! O conselho que deixo para os alunos é que não se calem diante dessa situação. Façam como nós, alunos do ano passado, postem vídeos nas redes sociais, conversem com os jornais a possibilidade de fazerem uma matéria referente ao caso, vão as ruas protestar – sempre sendo pacíficos -, utilizem o que for preciso para que o corpo social fique ciente sobre esse acontecimento que enterra anos de trabalho por conveniência política.

 

Não acreditem que isso não adiantará, mesmo que persista a decisão, as pessoas estarão do lado de vocês sabendo da verdade.

 

Se fosse da minha vontade a frase de Darcy Ribeiro não teria veracidade - “A crise da educação no Brasil não é uma crise; é um projeto.” Mas nós podemos mudar isso. Sejam jovens politizados dispostos a lutar contra governos que priorizam a elite.

 

Lembre-se: A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo. (Nelson Mandela). 

Publicidade

Publicidade
RUL

CONTATO
E-mail: contatorul@gmail.com
Fone Redação: (69) 3423-7618
Comercial: (69) 9288-9018 • 9945-5358

 

Netmidia