Rul
Notícia publicada em 26/07/2018 às 17:55 | Notícias
Polícia Civil investiga onda de incêndios em pátios públicos de Rondônia

 

 

*Por Rondoniagora 

 

Desde o dia 28 de junho, uma série de incêndios atingiu depósitos de veículos apreendidos pelo governo do estado de Rondônia, em Porto Velho. No total, já foram quatro locais. Os prejuízos ainda estão sendo calculados, mas a Polícia Civil já abriu um inquérito para apurar as causas do fogo nos pátios da corporação.

Com o tempo seco e a falta de chuvas, as chamas se espalham e consomem carros, motos e caminhões rapidamente. A últimas chuvas registradas em Porto Velho, pela estação do Inmet, foram nos dias 6 de maio, quando choveu 33mm, dia 14 de maio, com 4mm, dia 31 de maio, com 7mm e dia 16 de julho, com 11mm. Com a estiagem, muitas pessoas aproveitam para fazer queimadas, o que é crime se não houver autorização.

O delegado geral de Polícia Civil, Elizeu Muller, informou ao Rondoniagora, na manhã desta quinta-feira (16), que 114 veículos foram destruídos em dois incêndios nos pátios da Polícia Civil, Bairro Airton Sena, e no Denarc, em Porto Velho. Levantamento inicial aponta ainda mais de 110 veículos no Detran.

De acordo com o delegado, em alguns casos o Estado vai se responsabilizar em indenizar os proprietários de carros, motos, caminhões, que foram destruídos pelo fogo.

 

"Os carros que foram queimados no pátio do Denarc geralmente são dados como perdido para a União. Então, esses não têm como indenizar ninguém. Agora, os dos outros locais como pátio do Detran e o próximo à Faro, os proprietários que se sentirem prejudicados vão ter todos os meios para serem ressarcidos. A maioria já possui laudo policial então fica fácil identificar, disse o diretor.


 

Sobre as investigações, o delegado disse que foi feita uma perícia nos dois pátios para saber como e onde começou o incêndio. As câmeras de segurança do Denarc vão na resolução e identificar se foi criminoso ou não. “A perícia vai apontar também se o incêndio foi causado por alguma fagulha de fogo feito por algum morador da localidade e, se for, essa pessoa também vai ser penalizada porque é proibido fazer fogo nessa época de seca sem autorização. Já no pátio próximo a Faro também já foi instaurado o inquérito e feita perícia”, esclareceu.

 

Os carros que foram queimados no pátio do Denarc foram apreendidos pelos policiais que encontraram drogas dentro deles. “Já os do pátio no Bairro Ayrton Senna, estavam lá para apuração de crimes de adulteração, receptação ou que a polícia não conseguiu identificar o proprietário”, esclareceu Elizeu Muller.

 

Deposito da Polícia Civil

 
Em menos de 15 dias, dois incêndios no pátio da Polícia Civil localizado na Rua Felipe Camarão, Bairro Airton Sena, em Porto Velho, destruíram 43 veículos. O primeiro aconteceu no dia 28 junho e o segundo no dia 12 de julho.

Testemunhas contaram que o fogo teve início pela manhã em um matagal nas proximidades e foi crescendo. Quando o fogo se aproximou do muro do pátio, os vigilantes já acionaram os bombeiros, mas as chamas se espalharam muito rápido, atingiu carros e caminhões que estavam no local.

Pátio do Denarc

 
O incêndio que destruiu 71 veículos no pátio do Departamento de Narcóticos (Denarc) aconteceu na tarde da última terça-feira (24). O incêndio começou por volta das 17 horas e imediatamente os policiais acionaram o Corpo de Bombeiros, mas quando chegaram ao local, os carros já estavam em chamas. Os veículos foram apreendidos em operações do Denarc.

Pátio do Detran

 
Um dia depois do Denarc, o pátio do Detran foi o alvo do fogo. No final da tarde de quarta-feira (26), ao menos 88 motos e 23 carros, segundo levantamento prévio do próprio órgão, foram destruídos. As causas ainda estão sendo apuradas e um boletim de ocorrência foi registrado.

Publicidade

Publicidade
RUL

CONTATO
E-mail: contatorul@gmail.com
Fone Redação: (69) 3423-7618
Comercial: (69) 9288-9018 • 9945-5358

 

Netmidia