Rul
Notícia publicada em 07/06/2018 às 20:37 | Educação
Ji-Paraná inova e incluiu na merenda alimentos para crianças com alergia e intolerância alimentar

 

 

Uma vez mais a Secretaria Municipal de Educação – Semed, de Ji-Paraná, inova no atendimento aos mais de oito mil alunos de sua Rede de Ensino.

 

Este ano foram investidos até agora mais de R$ 30 mil, com recursos próprios, na aquisição de alimentos para os alunos que apresentam alergias e intolerâncias alimentares. Sob a orientação da equipe de nutricionistas da Secretaria, o Programa de Aquisição de Alimentos – PAA, da Companhia Nacional de Abastecimento - Conab, tem fornecido às escolas públicas municipais alimentos orgânicos que também estão sendo ofertados àquelas crianças que não podem consumir outros tipos de alimentos.

 

De acordo com as nutricionistas da Semed, foi requisitado às escolas municipais que fizessem o levantamento das crianças atendidas pela Rede de Ensino que tivessem necessidades especiais quanto à alimentação. Este levantamento foi feito mediante apresentação de laudo médico pelos pais dos alunos. O levantamento indicou quase cem alunos com alergias e intolerâncias a diversos tipos de alimentos, entre os casos mais graves, alergia a corantes e intolerância a lactose, glúten e ovos.

 

“Uma vez feita a identificação desta demanda, procedemos o processo de aquisição de diversos tipos de alimentos como óleo de girassol (para alérgicos à soja), leite sem lactose e macarrão sem glúten (para crianças com intolerância ou sensibilidade ao carboidrato e à proteína), entre outros”, explicou a nutricionista Luiza Siena ao garantir que este mês estes alimentos já começam a ser distribuídos nas escolas de acordo com as necessidades específicas.

 

Esses tipos de alimentos, como o Neoforte, o simbiótico e o óleo de coco já foram adquiridos em anos anteriores pelo Município para o Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado para Autismo de Ji-Paraná – CMAEE Autismo, sendo, agora, estendido às escolas com alunos com necessidades alimentares especiais. O Município cumpre, com isso, as exigências feitas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE, do Governo Federal.

 

Orientação - Além do levantamento e do processo de aquisição dos alimentos, a equipe de nutricionistas da Semed também faz um trabalho de orientação nas escolas para a forma correta da oferta destes alimentos aos alunos.

 

“Tem, inclusive, a questão da orientação às merendeiras sobre os riscos para os alunos com alergia ou intolerância alimentar da ingestão de alimentos ditos ‘comuns’, ou seja, os alimentos servidos normalmente aos outros alunos”, disse a nutricionista Gisele Dias.

 

Sobre os alimentos orgânicos, Gisele explicou que pela primeira vez em Ji-Paraná o PAA tem adquirido alimentos orgânicos para a distribuição nas escolas. Estes alimentos, como coco, couve, milho verde, pimenta-de-cheiro, alface, entre outros estão sendo fornecidos pela Associação de Mulheres Agroecológicas do Riachuelo – Amari.

 

“Isso tudo mostra a preocupação do Município com a alimentação escolar. Em momento algum chegou a faltar alimentos nas escolas municipais. Por questões puramente burocráticas, algumas escolas tiveram que substituir alguns alimentos por outros, e ainda assim, apenas no lanche, porque nas refeições foram e continuam sendo servidas de acordo com a programação feita pela equipe de nutrição”, explicou Luiza.

Publicidade

Publicidade
RUL

CONTATO
E-mail: contatorul@gmail.com
Fone Redação: (69) 3423-7618
Comercial: (69) 9288-9018 • 9945-5358

 

Netmidia