Rul
Notícia publicada em 03/05/2018 às 22:25 | Economia
China quer mais negócios em Rondônia e sugere missão comercial

 

 

Charles Tang se oferece para abrir as portas de negócios chineses para Rondônia

*Montezuma Cruz

 

Bem além do interesse de uma de suas fortes empresas em adquirir a usina hidrelétrica Santo Antônio, no rio Madeira, a China já queria investir mais em Rondônia.

 

“A China não é mais uma ameaça, mas uma oportunidade”, afirmou na manhã de hoje (3) em Porto Velho o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China, Charles Andrew Tang (*), em palestra no auditório Jerônimo Santana, no Palácio Rio Madeira.

 

Charles Tang se ofereceu para auxiliar na organização, ainda neste semestre, de uma missão do Governo do Estado de Rondônia ao terceiro maior país do mundo, segunda potência econômica e brevemente a primeira.

 

“A China depende muito do Brasil, dos Estados Unidos, da Austrália e de outros países para garantir a segurança alimentícia”, admitiu Charles Tang, ex-executivo do Banco de Boston. Ele ajudou o governo chinês a adquirir dois bancos no Brasil, negociou seguradoras e participou do loteamento da Eletrosul.

 

Em 2016, a China penetrava no setor de infraestrutura brasileiro, investindo foram mais de US$ 70 bilhões no período de cinco anos. Destaquem-se US$ 25 bilhões em empréstimos para a Petrobras. Atualmente, reestrutura ferrovias americanas.

 

Entre os aportes, mais de R$ 13,6 bilhões da China Three Gorges (dona da Usina Hidrelétrica de Três Gargantas, na China) no leilão de 29 usinas hidrelétricas em 2015, e outros investimentos em energia. Iniciou negociações de 750 megawatts de energia eólica e dois projetos de termoelétrica a gás que irão gerar 1,5 GW cada.

 

“Estão aí negociando a compra da Usina Santo Antônio; a compra da CPFL Energia pela State Grid (maior elétrica do mundo) importou em US$ 8,6 bilhões”, assinalou.

 

ALERTA PELA PROSPERIDADE SOCIAL


“A China é o único país disposto a investir num país em que nem os próprios brasileiros acreditam. Considero-me também brasileiro e avalio que não crescemos porque os economistas dão prioridade à estabilidade monetária no lugar da prosperidade social, e temos duas vertentes político-econômicas que nos levam igualmente à pobreza”, repetindo um discurso que faz desde aquele período.

 

Ao propor oficialmente a missão rondoniense ao chefe da Casa Civil Eurípedes Miranda, explicou que ela deve ser constituída também de (empresários) interessados e assegurou em seguida a elaboração de cartas de interesse. Miranda representava o governador Daniel Pereira, que viajou para Barretos (SP).

 

“Na administração do ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, levamos US$ 2 bilhões para investimentos em Maracaju, que eu chamava de Maracujá”, informou.

 

“Desde o reatamento das relações com o Brasil, a China era cinco vezes mais pobre que este País, mas hoje é nove vezes mais próspera”, disse ao expor em audiovisual a crescente oportunidade de mercado.

 

Além de todos os cargos exercidos anteriormente por Charles Tang, também se destacam: membro do Conselho Consultivo Internacional do Governo de Wuhan, conselheiro econômico do Governo de Jilin City, assessor da Associação de Amizade com Países Estrangeiros do Governo do Povo da Província de Jiangxi, conselheiro consultivo do Governo de Huainan e do Governo de Naang.

 

 “Atualmente, o Brasil tem superávit nas trocas com a China, mas em oito anos só acumulou déficits. Agora, a China tem dois Brasis no banco, em dinheiro”, alinhavou mostrando números:

 

► A população chinesa é de 1,379 bilhões, sete vezes a do Brasil. Sua expectativa de vida é de 77,3 anos.
► O Produto Interno Bruto (PIB) chinês é US$ 11,9 trilhões. O PIB brasileiro cresceu 1% em 2017.
► A taxa de desemprego é de 4,1%, alfabetização, 95%, e Índice de Desenvolvimento Econômico 90.
► Seu crescimento real é de 6,9%
► Tem 23 províncias, 34 divisões administrativas e cinco regiões autônomas.

 

“A China dispõe de muitos ativos e neste momento pode ajudar o Brasil a combater o desemprego. Investimos aqui US$ 20 bilhões, aliviando um pouco a situação e enfrentamos o atual risco”, disse. “Se eu ainda estivesse atuando nos bancos americanos, teria dificuldades em convencê-los a investir aqui”, emendou.

 

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, cresceu 1%  alcançou R$ 6,51 trilhões, segundo o Monitor do PIB da Fundação Getulio Vargas (FGV).  A informação é da Agência Brasil.

 

Segundo a FGV, o indicador cresceu depois de dois anos de retração, com resultados positivos na agropecuária (12,8%), indústria (0,1%) e no setor de serviços (0,3%). Entre os segmentos da indústria, a principal alta ficou com a extrativa mineral (4,5%). A construção teve a única queda dentro da indústria (-5%).

 

À vontade, Charles Tang provocou: “Deus continua brasileiro, mas o que aconteceu com a transformação chinesa?”. “Sou brasileiro por opção”, disse cativando o auditório e se dizendo “revoltado com desinformações a respeito do Brasil”.

 

E o ponto nevrálgico: “Mais de 100 mil oficiais do Partido Comunista Chinês já foram presos, mas nenhuma empresa quebrou. O governo entende que empresas são patrimônio da sociedade, por isso os prende”.

 

“Fico revoltado, porque temos condições de investir. Na contracapa de meu livro digo que o Brasil reúne condições de ser superpotência econômica, se deixar as visões (à direita e à esquerda) que levam à pobreza. O livro se chama Aliança Brasil-China: uma estratégia para a prosperidade.


Para chineses, “negócio é negócio, e não quebra”, alertou. “Não interferimos na política externa de qualquer país, afinal, sempre fomos fechados e lutamos muito para reintegrarmos as colônias de Hong Kong e Xangai.

 

FERROVIA INTEROCEÂNICA


Um ano atrás, o Senado Federal debateu a possibilidade da construção da Ferrovia Bioceânica, entre Brasil e Peru, cujo anteprojeto prevê a ligação entre Ji-Paraná e a região portuária peruana, no Oceano Pacífico. Um grupo chinês fez estudo de viabilidade técnica, apresentando-o em audiência pública da Comissão de Serviços de Infraestrutura, entretanto, o projeto sofreu embaraços do governo peruano.

 

O trecho que ligaria a região Centro-Oeste ao Oceano Atlântico, considerado mais fácil de ser construído, é visto como importante para o escoamento da produção de grãos e minérios. Segundo Bo Qiang, engenheiro responsável pelo estudo de viabilidade técnica da empresa China Railway Eryuan Engineering Group Co. (Creec), que custou US$ 50 milhões, a China pode ajudar a financiar a construção desta etapa.

 

QUEM É


(*) Banqueiro, membro do Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial em São Paulo e do World Policy Institute em Nova Iorque, quando consultor, ele foi o responsável pela criação da primeira empresa de leasing (locação financeira ou arrendamento mercantil) no Brasil e pelas dez primeiras que funcionam no País.

 

Ele trabalhava então para os bancos Bozano Simonsen Leasing, Safra Leasing, BMG, Leasing, Banco Montreal Leasing, Banco Holandês Unido Leasing, entre outros grupos financeiros. Tang foi substituído por Meireles no Bank of Boston.

Publicidade

Publicidade
RUL

CONTATO
E-mail: contatorul@gmail.com
Fone Redação: (69) 3423-7618
Comercial: (69) 9288-9018 • 9945-5358

 

Netmidia