Rul
Notícia publicada em 02/04/2018 às 08:52 | Notícias
Affonso Cândido participa do lançamento da campanha 'Declare seu amor'

 

 

O presidente da Câmara Municipal de Ji-Paraná (CMJP), Affonso Cândido (DM), participou, na terça-feira (27), do lançamento da etapa municipal da campanha “Declare seu amor”. O evento aconteceu na sede local da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

 

Durante o lançamento, foram apresentados vídeos de adesões de vários artistas para sensibilizar os contribuintes a doarem parte do Imposto de Renda (IR) para os fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente. As mensagens foram gravadas pelas atrizes Paolla Oliveira, Thaila Ayala e Guilhermina Guinle e o cantor Allyson Castro.

 

Para a juíza Ana Valéria Ziparro, titular da Infância e da Juventude de Ji-Paraná, idealizadora da campanha “Declare Seu Amor”, agora a campanha ganha âmbito nacional com a adesão de órgãos superiores do judiciário. “Criando uma grande unidade federativa na qual os limites são a vontade de ajudar ao próximo”, destacou. 

 

“Em Ji-Paraná, começou um movimento que vai ajudar a mudar a vida de crianças e jovens de todo o Brasil por meio da campanha “Declare seu amor”, idealizada pela juíza Ana Valéria Ziparro. Agora fica o apelo para que pessoas físicas e jurídicas destinem um pequeno [grande para quem recebe] percentual do Imposto de Renda para essa causa tão nobre”, lembrou o presidente da CMJP.

 

“Rondônia é levada a todo Brasil por meio dessa campanha de uma maneira que marcará sua história de maneira indelével, apresentando até mesmo ao mais cético que há, sim, a preocupação social ampla, com olhares que ultrapassam as divisas e fronteiras geográficas”, sustentou Ana Valéria Ziparro.

 

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social e presidente do Funcriança de Ji-Paraná, Sônia Reigota, as entidades devem se cadastrar e apresentar projetos para se tornarem aptas a receber as doações. Segundo ela, campanha (Declare seu amor) deve contribuir para aumentar os valores arrecadados.

 

A campanha orienta que os contribuintes deduzam das contribuições do IR. Os percentuais podem ser destinados em diferentes níveis de governo (União, estados e municípios). Um programa da Receita Federal abre a possibilidade da destinação e informa qual o limite máximo a ser destinado: 3% para pessoa física e 1%, pessoa jurídica, do imposto devido,  no qual o contribuinte escolhe o fundo que vai doar.

 

Publicidade

Publicidade
RUL

CONTATO
E-mail: contatorul@gmail.com
Fone Redação: (69) 3423-7618
Comercial: (69) 9288-9018 • 9945-5358

 

Netmidia