Rul
Notícia publicada em 23/02/2017 às 08:52 | Educação
Fapero ministra palestras para estudantes de Ouro Preto do Oeste
O evento envolveu universitários e estudantes do ensino médio

 

 

A Fundação Rondônia de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa do Estado de Rondônia (FAPERO), em parceria com a Secretaria Executiva Regional de Governo polo Ouro Preto do Oeste, ministrou na cidade duas palestras com o tema: “Ciência Alimentando o Brasil”, conduzida pelo pesquisador Rudson de Jesus Holanda.

 

As palestras foram ministradas na Uneouro para os acadêmicos dos cursos de Engenheira Civil e Ambiental e em seguida para os alunos da Escola Estadual Joaquim de Lima Avelino, a advogada Veralice Veris Gonçalves representou a Secretaria Executiva Regional de Governo durante o ato assim como o vereador Jeferson André da Silva representou o Poder Legislativo municipal.

 

O evento também teve o apoio da Agente de Desenvolvimento Maria Geralda que destacou a importância das palestras. "Precisamos fortalecer e promover mais ações como esta em Ouro Preto do Oeste envolvendo os nossos estudantes e acadêmicos. A Fapero é muito importante no estado, pois visa promover o desenvolvimento científico e tecnológico através do fomento à ciência, tecnologia e inovação", destacou Maria Geralda. 

 

O evento


A história da evolução humana, a sua relação com os alimentos e a contribuição do conhecimento científico e tecnológico para tornar a nossa alimentação diária cada vez melhor foi o mote principal da palestra. Rudson de Jesus que é bolsista pela Fapero pontuou que a ciência é capaz de resolver vários desafios. Um deles é realmente assegurar alimento de qualidade para toda a população, melhorando também o padrão de renda das pessoas, caracterizando a questão da alimentação como um prato cheio para a ciência e tecnologia brasileira.

 
A história da alimentação é tão longa quanto a história da humanidade, mas a ciência e a tecnologia aplicadas à agricultura e à criação de animais permitem que, hoje, pelo menos em tese, haja alimentos o suficiente para alimentar os mais de sete bilhões de seres humanos que existem no planeta. Neste sentido, o Brasil é uma das maiores potências mundiais. Nossa agricultura é muito pautada nas tecnologias e nas pesquisas científicas.

 
O tema prendeu os participantes razão da qual o Brasil ser um país que teve uma história recente de desenvolvimento de processos, métodos e distribuição de renda, o que favoreceu a redução drástica da fome no território nacional, problema antes considerado uma questão crítica.

Publicidade

Publicidade
RUL

CONTATO
E-mail: contatorul@gmail.com
Fone Redação: (69) 3423-7618
Comercial: (69) 9288-9018 • 9945-5358

 

Netmidia